Vantagens e desvantagens da endermoterapia para celulite, flacidez e mais!


Assim como a criolipólise, a endermoterapia (também conhecida como vacuoterapia) é uma das terapias mais procuradas no verão para a realização de inúmeros tratamentos faciais e corporais como: rugas, gordura localizada e muito mais.

Até mesmo os famosos “furinhos” da celulite, odiados por tantas pessoas, pode ser tratado pela endermoterapia. 

O que é como nasceu a endermoterapia

A endermoterapia nasceu na França em 1970 pelas mãos de Louis Paul Guitay, que fabricou um aparelho para tratar as suas próprias queimaduras. O tratamento funcionou e foi ganhando reconhecimento, evoluindo e se espalhando pelos demais continentes.

Trata-se de uma massagem mecânica feita por um aparelho que cria vácuo através de ventosas e aplicadores diversos. Já os métodos de aplicação e os nomes variam entre: vacuoterapia, endermoterapia e endermologia.

Apesar dos diferentes nomes, a técnica de utilização de um aparelho para promover a terapia é a mesma, e ela pode ser aplicada isolada ou junto a outros tratamentos.

Agora que você já conheceu um pouquinho da história da endermoterapia e suas nomenclaturas, vamos falar sobre o que realmente importa, como é feita a aplicação da endermoterapia nos dias de hoje.

Como é feita a aplicação da endermoterapia

como é feita a aplicação da vacuoterapia

Por meio de um aparelho a vácuo cuja pressão é negativa, realiza-se uma massagem mecânica com acessórios que deslizam pela pele. Esta sucção pode ser contínua ou pulsada, dependendo da área aplicada e da resistência do paciente.

A soma da massagem com a pressão negativa promove diversos resultados positivos que variam de acordo com o objetivo terapêutico. O simples fato de aplicar a endermoterapia já funciona como uma esfoliação que remove as células mortas da pele e dá mais brilho.

A sucção é tão forte que a pele chega a se descolar do músculo e é nessa hora que a “mágica” acontece. 

O que a endermoterapia trata?

Você provavelmente já ouviu falar dos benefícios e dos efeitos fisiológicos da Ventosaterapia, pois bem, a endermoterapia pode ser considerada similar a ela. 

o que a endermoterapia trata

Geralmente os anúncios da endermoterapia são muito focados na eliminação da gordura localizada, entretanto existem vários outros benefícios da aplicação, por exemplo:

  • Melhora o fluxo sanguíneo dentro dos tecidos;
  • Aumenta a oxigenação no local de aplicação;
  • Nutri as células;
  • Elimina resíduos tóxicos;
  • Promove melhorias, recupera e mantém o bom funcionamento do sistema linfático;
  • Remove contraturas;
  • Tonifica a pele reduzindo a flacidez;
  • Redefine a silhueta;
  • Ajuda na recuperação de cirurgias;
  • Contribui para a eliminação de fibrose;
  • Combate a retenção de líquido;
  • Relaxa os músculos e reduz a tensão muscular;
  • Melhora o funcionamento do sistema circulatório;
  • Potencializa os resultados da drenagem linfática, lipoaspiração e lipoesculturas;
  • Descola aderência cicatricial;
  • Estimula a produção de colágeno e elastina.

Além disso, a endermoterapia pode ser utilizada na recuperação de pós-operatórios de cirurgias plásticas e também na remoção de cicatrizes e redução de edemas advindas destes processos.

Agora, que tal falarmos sobre as aplicações mais conhecidas e procuradas da endermoterapia desmistificando algumas crenças:

A endermoterapia elimina a gordura localizada?

endermoterapia elimina gordura localizada

O fato de a endermoterapia eliminar as toxinas do corpo, reduzir a retenção de líquido e melhorar a circulação já são meio caminho andado para acabar com a gordura.

Entretanto, a gordura localizada é aquela superficial, flácida mais difícil de eliminar apesar da boa alimentação e da prática de atividade física e que incomodam bastante.

Portanto, a endermoterapia não elimina a gordura localizada, a terapia apenas compacta a gordura como se fosse uma cinta modeladora.

A endermoterapia melhora o aspecto da Celulite?

Dependendo do grau da celulite ela poderá sim ser eliminada com ajuda da endermoterapia, principalmente se combinada com uma boa dieta e a prática de atividades físicas.

O aparelho responsável consegue, por meio da pressão negativa, desestruturar as fibras intercelulares que envolve os adipócitos.

Essa desestruturação não destrói o adipócito, mas torna-o mais maleável, por isso dependendo do grau da celulite, a fibra será reestruturada mudando de formato.

A endermoterapia melhora o aspecto da Estria?

Apresentação do PowerPoint

A remoção das estrias só se faz possível quando há uma “agressão” no tecido. Essa agressão promove um processo inflamatório que reativa os fibroblastos e estes passam a produzir colágeno e elastina.

O reparo do tecido será proporcional à agressão causada na estria já que isso vai melhorar a atroficidade da cicatriz.

Com relação à flacidez, o processo é bem similar, o fato de a terapia estimular a produção de colágeno e elastina acaba dando mais firmeza à pele. A endermoterapia serve como incentivo para promover a flexibilidade natural da pele o que fortalece e restabelece o brilho do tecido

Então, resumindo as vantagens e desvantagens da terapia são:

Vantagens da endermoterapia

Os principais motivos pelos quais essa é uma das terapias mais procuradas no verão é porque se trata de um procedimento não invasivo sem necessidade de anestesia com sessões rápidas que não necessitam de recuperação ou repouso do paciente.

Além disso, a endermoterapia pode ser realizada no verão, nesse caso é importante abusar do protetor solar!

Desvantagens da endermoterapia

Uma das maiores desvantagens, na verdade não tem tanta relação com a terapia e sim com o próprio mercado. 

O fato de ele promover uma remodelagem corporal faz com que as pessoas acreditem que ele elimina a gordura localizada, porém como falamos anteriormente, isso é um mito.

Outra coisa que pode incomodar algumas pessoas é que o local onde é aplicada a terapia costuma ficar avermelhado ou até arroxeado, mas nada que dure muito tempo.

Além disso, é necessário bastante empenho por parte do paciente que, para alcançar os resultados desejados precisa realizar atividades físicas e manter uma dieta balanceada.

De tudo o que falamos até agora, existem outros pontos sobre a terapia que são importantíssimos para as pessoas que desejam aplicá-la ou mesmo se submeter a ela.

Quanto custa cada sessão e quantas são necessárias?

Assim como todos os tratamentos disponíveis atualmente no Brasil, os valores das aplicações variam bastante de acordo com a área aplicada e principalmente com relação à localização da clínica. A média fica em torno de R$40,00 a R$200,00 por sessão.

A paciente pode fazer de 1 a 4 sessões por mês e elas têm duração média de 30 a 45 minutos. 

Os Resultados da endermoterapia começam a aparecer entre a 10ª e a 15ª sessão. Entretanto cada corpo reagirá de uma forma, para obter resultados mais duradouros, é necessário investir em exercícios físicos e uma boa alimentação.

Ao fim do tratamento, ou quando alcançar um resultado satisfatório, é necessário fazer uma manutenção com pelo menos 1 sessão a cada 15 dias.

Como funciona: aparelhos e procedimentos

Como falamos anteriormente, a realização da endermoterapia se dá através da utilização de um equipamento eletrônico que produz vácuo. A aplicação da terapia é feita por uma fisioterapeuta, esteticista, ou um fisioterapeuta dermato funcional.

Como funciona-aparelhos e procedimentos

A sucção é realizada pelo aparelho por meio de uma ponteira pré-definida de acordo com o objetivo da paciente, quando iniciada a terapia essa ponteira é passada em diversos sentidos pela região a ser tratada, garantindo maior eficácia do tratamento.

Esta pressão do equipamento é aplicada de fora para dentro e pode ser fraca, média ou forte e é adaptada de acordo com o conforto da paciente. Além disso, a técnica pode ser aplicada isoladamente ou somada a outros tratamentos para potencializar os resultados.

Equipamentos de endermoterapia

Com o passar dos anos, o universo da endermoterapia cresceu bastante, já existem vários equipamentos que realizam a terapia e contam com um design compacto, sistema intuitivo e até combinação de tratamentos, confira alguns dos equipamentos:

Dermotonus Slim 

Dermotonus Slim (2)

O Dermotonus Slim é um produto compacto que realiza procedimentos faciais como peeling de diamante, e tratamentos corporais.

O equipamento possui display LCD blue light, teclas soft touch e já vem com 2 roletes corporais nos tamanhos 50 e 60mm, ventosa de 60 mm e com esferas, além de 5 diferentes ventosas de vidro.

Além disso o Dermotonus Slim tem como acessório opcional a ventosa Pump up que promove o efeito lifting no bumbum.

Stimulus Face Maxx

stimulus_face_maxx-1

O Stimulus Face Maxx é uma verdadeira plataforma de tratamentos faciais que mescla correntes elétricas e endermoterapia o que significa uma gama de 87 protocolos de tratamentos pré-programados, entre eles: terapia capilar, peeling ultrassônico, remoção de cicatrizes de acne e muito mais!

O equipamento conta também com um design compacto ideal para home care, além de Maior número de opções de aplicadores para fototerapia, possibilidade de criar e salvar protocolos individuais e muito mais.

Beauty dermo

Beauty Dermo_RGB

O Beauty dermo é um equipamento leve com cores suaves e display LCD que promove, entre outros tratamentos, o peeling de diamante. Munido de vários aplicadores faciais distintos dos equipamentos acima, ele também é uma ótima opção para tratamentos home care.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre a endermoterapia? Clique aqui e fale com nossos especialistas!! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *